Saúde Bucal

Mito ou verdade: escova de dente com cerdas macias é melhor?

POR Castell-Odonto - Dia 14 de agosto de 2018

A escova de dente é um dos maiores aliados que temos na hora de manter uma boa saúde bucal. No entanto, é preciso saber qual escolher, justamente para não causar outros problemas de saúde. E é nessa hora que surge a dúvida: quanto mais macia a cerda da escova é  melhor?

A correta higienização dos dentes é um fator primordial não apenas para uma boa saúde bucal, mas também para preservar a saúde do corpo inteiro, já que doenças da boca podem evoluir para problemas sérios, espalhando infecções pela corrente sanguínea, inclusive afetando o coração e os rins!

Daí vem a importância de entender como manter uma boa higienização da boca, o que começa com a escolha do melhor tipo de escova de dentes.

Escova de cerdas macias é melhor?

Sim, as escovas de cerdas macias e extramacias são as mais recomendadas pelos dentistas para a maior parte da população. Elas proporcionam uma escovação mais suave e sem machucar a boca, removendo a placa bacteriana e os resíduos das refeições, sem agredir a gengiva.

Para escolher a melhor escova, você também deve atentar para que as que têm a cabeça arredondada, pois elas alcançam melhor todos os cantos da boca, inclusive os dentes mais posteriores. Também é interessante escolher as que têm cabos mais longos, que dão mais firmeza durante a escovação.

Quando estamos falando de crianças, as escovas macias e extramacias são ainda mais indicadas. Escolha sempre os modelos infantis, que têm o tamanho e as cerdas adequadas para a idade dos pequenos, proporcionando uma escovação sem machucar a boca.

Escova de cerdas ultramacias é ainda melhor?

Na verdade, elas são mais recomendadas para alguns casos. Feitas com cerdas mais delicadas e em maior número do que as escovas comuns, as ultramacias estão ganhando cada vez popularidade.

O contato das cerdas ultramacias com os dentes e as gengivas é ainda mais suave, impedindo que as partes internas da boca sejam machucadas num processo de escovação com mais força.

Portanto, elas são mais indicadas para quem usa muita força na hora de escovar (o que não é recomendado) ou já apresenta problemas de retração gengival, ou seja, diminuição da porção da gengiva que recobre o dente, o que deixa a raiz do dente exposta, causando hipersensibilidade na região.

Muitos dentistas têm recomendado o uso das ultramacias, dependendo das necessidades do paciente, mas não há comprovação científica de que elas venham a ser melhores do que as escovas macias ou extramacias em todos os casos.

Escovas de cerdas médias e duras nunca são indicadas?

Não é bem assim. Cada produto tem a sua utilidade. No caso das escovas de cerdas médias ou duras, elas são indicadas para quem usa prótese dentária, dentadura ou algum outro tipo de substitutivo do dente. Para limpar bem essas peças dentárias, removendo placas e resíduos, as escovas médias e duras são as mais indicadas.

Mas, mesmo no caso das próteses, o ideal é que se limpe os dentes de forma suave e com movimentos circulares.

A escova errada pode prejudicar sua saúde bucal?

Sim. Com a escova correta, você consegue combater o acúmulo de placa bacteriana, evitando a formação de cárie, o mau hálito e doenças periodontais.

Usar uma escova de cerdas mais duras do que o indicado para seus dentes pode provocar lesões, machucar os tecidos da gengiva, provocar retração gengival e até a perda de estrutura dentária, num processo chamado de abrasão dentária.

Já para quem usa prótese dentária, uma escova mais macia do que o indicado não faz a limpeza bucal como necessário, podendo causar problemas ligados ao acúmulo de placa bacteriana, gengivite, cárie e outros associados à incorreta limpeza dos dentes.

Siga sempre as orientações do seu dentista

Não há um consenso sobre qual tipo de escova é melhor para todas as pessoas, porque não há um modelo único que atenda a todos: é preciso avaliar cada caso para definir. Por isso, converse sempre com seu dentista sobre o melhor tipo de escova a ser usado para a sua correta higiene bucal.

O seu dentista é a pessoa mais indicada para avaliar diversos fatores, como o creme dental a usar, as condições da sua gengiva, as manchas nos dentes e outras questões, para avaliar qual é a escova mais indicada para o seu caso.

E não se esqueça também do fio dental, que tem uma função complementar à escova de dentes e não pode ser substituído por ela na correta limpeza da boca!

Com essa matéria, esperamos ter respondido à sua dúvida em relação a quanto mais macia a cerda da escova melhor. A resposta é que cada caso é um caso, mas, em geral, escovas macias, extramacias e ultramacias são as mais indicadas para a maior parte das pessoas. Para mais dicas sobre como manter uma boa saúde, siga-nos no Facebook!