Saúde Bucal

Incentivando os pequenos na escovação dos dentes

POR Castell-Odonto - Dia 24 de agosto de 2016

Não é de hoje que crianças tem bloqueios com algumas atividades de higiene importantes para sua saúde, como cortar o cabelo, tomar banho ou escovar os dentes. Assim como o hábito de ensinar a importância do banho, de cortar unhas e cabelos, também é importante falar sobre a higiene bucal.

Permitir que a criança desenvolva o hábito de escapar da higiene dental é uma porta de entrada para a ocorrência das cáries. É dever dos pais ter paciência e fazer com que o ato de escovar os dentes seja uma atividade interessante para as crianças desde o aparecimento dos primeiros dentinhos de leite. 

Muitas dicas podem fazer com que o ato de escovar os dentes seja para criança uma atividade tão positiva quanto outras brincadeiras, a diferença está na necessidade de não deixar esse costume associado somente ao lúdico e ao prazeroso. Uma dica para os pais: fiquem à altura da criança e expliquem carinhosamente porque é necessário que ele cuide de seus dentinhos (a analogia das cáries como bichinhos que podem ficar na boca ajuda-os a compreender). Você já tentou e está difícil? Vamos dividir algumas dicas e posturas para tentar deixar o processo mais fácil. 

Mãos à massa! Tentando fazer uma criança gostar de escovar os dentes

O primeiro passo dessa amizade que irá durar a vida inteira da criança é fazer com que ela se familiarize com o instrumento e com o creme dental. Outra abordagem positiva é que os pais e/ou as pessoas mais próximas aos pequenos deem o exemplo e escovem seus dentes na mesma oportunidade, afinal, é importante que a criança saiba que a atividade faz parte da rotina da família.

Buscar mesclar ao ato da escovação ao uso de músicas, que podem até ser cantadas por quem está escovando deixa o ambiente mais agradável para as crianças e, portanto, mais propício à boa vontade. Tentar fornecer escovas e cremes dentais que tenham a ver com suas cores e personagens favoritos também são um ponto a favor e tornam a cooperação mais fácil. 

Cuide com as atitudes incorretas

Eventualmente, os pais podem até prometer que após a escovação dos dentes haverá um “prêmio”, como um brinquedo, assistir televisão, mas não sempre, certo? Ou ela passará a colaborar quando puder ter algo em troca.  

Evite relacionar o profissional dentista como um ser ameaçador, a fim de implicar que a consulta resulte em dor; isso desestimulará ainda mais a criança, pois é preciso realizar simples check-ups regularmente e assim ela já desenvolverá medo. 

Com algumas condutas simples, o processo de introduzir a escovação no cotidiano das crianças se torna mais fácil. O melhor mesmo é que esse processo envolva família e o suporte de profissionais dentistas, para que orientem e despertem o interesse da criança na saúde bucal, evitando problemas futuros.