Saúde Bucal

Doenças de cabeça e pescoço podem ser descobertas no consultório odontológico

POR Castell-Odonto - Dia 10 de março de 2015

Muitos pacientes recorrem ao dentista quando sentem dores nos dentes, mas nem sempre a causa da dor está atrelada a uma doença bucal.


Os sintomas das complicações no ouvido, no nariz e na garganta podem ser confundidos com dores nos dentes. Assim, o cirurgião-dentista passa a ser fundamental na detecção precoce desses problemas. Para isso, é importante que o profissional de Odontologia tenha conhecimento da anatomia da cabeça e do pescoço até para evitar que determinados problemas ou doenças se agravem. Uma análise criteriosa do paciente feita por um dentista pode ser decisiva no diagnóstico precoce de doenças que possam se manifestar futuramente.


Ocorre também os casos em que pacientes com doenças bucais recorrem a médicos com queixas de dor de ouvido. Um exemplo é a Disfunção da Articulação Temporo-Mandibular (DTM) que manifesta por meio de sintomas como dor de ouvido, dor de cabeça, dor na mastigação, ruídos articulares (estalos ou crepitação) e dificuldade para abrir a boca.


O diagnóstico de DTM prevê um desgaste anormal dos dentes e de seu esmalte, podendo provocar quebra e fissuras em alguns casos. Esses danos são causados pelo bruxismo – que é o ranger e apertar dos dentes de forma involuntária e, na maioria das vezes, durante a noite.


Para reduzir o desgaste dos dentes e as dores craniofaciais de forma mais imediata, é comum a indicação de placas interoclusais para uso noturno. Com a melhora do quadro, também a dor de ouvido tende a desaparecer.