Dicas

Como escovar os dentes corretamente

POR - Dia 17 de abril de 2017

Escovar os dentes é essencial para manter um sorriso bonito e atraente. `Por meio deste hábito de higiene, muitas doenças são evitadas. Gengivas, dentes, língua e bochechas bem escovados também são aliados dos dentes brancos e acabam com o mau hálito. Mas você sabe como escovar os dentes corretamente?


A Escolha da escova


Para maior eficácia da higienização bucal, ter uma escova funcional é fundamental! Por isso, é bom destacar que a escova de dentes não pode ser comprada apenas pelo seu design e cor. 


Uma escova eficiente deve ter a cabeça arredondada para conseguir chegar até os últimos dentes. Ela também deve ser macia para não machucar as gengivas. Algumas escovas também acabam desgastando seus dentes.


Uma dica é pedir alguns conselhos para o seu dentista para saber qual é o tamanho, nível de maciez e número de cerdas ideais para a sua escova perfeita!


A escovação ideal


A escovação eficiente deve compreender toda a boca. A forma mais fácil de escovar os dentes corretamente é separando a sua boca por regiões. Inferior, superior, lado direito e lado esquerdo.


A escova deve passar por essas quatro regiões por no mínimo 30 segundos em cada. Os movimentos com a escova devem ser contínuos, mas sem pressa! Não coloque força na escovação e nem abuse na velocidade dos movimentos, isso poderá ocasionar lesões em sua gengiva. Não esqueça de escovar língua e bochechas no final deste processo! Uma escovação eficaz dura em média 2 minutos.


Passo a passo para a escovação perfeita


1. Comece escovando os dentes superiores, tanto do lado externo, quanto o interno, com movimentos curtos para o lado contrário da linha das gengivas. O movimento pode ser circular, evitando o acúmulo de alimentos entre os dentes.

2. Fazer o mesmo processo com os dentes inferiores, sem se esquecer dos dentes lá do fundo da boca.

3. Escove as superfícies dos dentes, isto é, a parte visível do sorriso. Mantenha a escova de forma plana e escove de um lado e para o outro, ao longo de todas as superfícies.

4. Depois de higienizar os dentes, escove de maneira suave a linha das gengivas e as bochechas.  

5. Escove a língua com movimentos de trás para frente para eliminar as bactérias concentradas nela que causam mau cheiro e a deixam branca.


O toque final da escovação


Para finalizar, não negligencie o uso do fio dental. Ele chega onde as cerdas das escovas não conseguem: entre os dentes. Principalmente ao ingerir doces e alimentos fibrosos, como manga por exemplo. O fio dental é responsável por evitar o acúmulo de alimentos e, em consequência, de bactérias que podem causar mau hálito, placa bacteriana e inflamação das gengivas. Você ainda pode contar com o auxílio do enxaguante bucal e do limpador de língua. Eles não são fundamentais para a escovação, mas garantem uma limpeza ainda melhor.


Usar enxaguante é uma forma de manter a boca livre dos germes por muito mais tempo. Mas seu uso não substitui a escovação! O enxaguante completa a escovação e é um forte aliado ao combate das cáries e outras doenças, uma vez que ele quase extermina as bactérias da boca. Uma dica para quem utiliza o produto, e está em tratamento de clareamento, é usar as versões incolores. O corante presente nos enxaguantes podem acabar manchando os dentes.


Já o limpador de línguas pode auxiliar muito na prevenção de doenças. Ele retira a saburra da língua, que é o acúmulo de bactérias, muco e células descamadas. Com isso, ele também acaba removendo o resto dos alimentos que acabam ficando na região, também promovendo o fim do mau hálito.


A Castell-Odonto conta com profissionais qualificados que lhe indicarão as melhores técnicas de escovação para o seu sorriso e qual a escova ideal para uma escovação eficaz e de qualidade.